João Salto

João Salto

O PRINCÍPIO...

Minha foto

A E. M. "João Salto" foi criada pela lei municipal n.º 353, de 25/10/60, pelo prefeito João Salto, autoridades constituídas e demais políticos daquela época, que verificaram a evasão dos jovens que buscavam em outras cidades campo para sua formação profissional. Deu-se o nome de "Escola Técnica de Comércio Municipal de Laranjal Paulista", iniciando suas atividades em um prédio no Largo São João. Depois desempenhou suas atividades no então "Grupo Escolar Quinzinho do Amaral" e em 1968 passou a funcionar no prédio atual. Em 1976, atendeu pelo nome de “Colégio Comercial Municipal de Laranjal Paulista”; em 1977, “Colégio Comercial Municipal “João Salto”; em 1980, Escola Municipal de Primeiro e Segundo Graus “João Salto”; em 1999, Escola Municipal de Ensino Fundamental e Médio “João Salto”; a partir de 2001 até os dias atuais, atende pelo nome de Escola Municipal “João Salto”. Todo ano letivo traz o conhecimento para mais de mil alunos matriculados no ensino fundamental e médio.

UM ESPAÇO A MAIS PARA A NOSSA COMUNICAÇÃO

Disponibilizamos um e-mail para que você possa nos enviar suas fotos, videos, mensagens, dúvidas e outras coisas que possam ser divulgadas no blog ou respondidas. Nos mande a foto ou video que você tem do passeio em classe, alguma matéria que interesse aos seus amigos, algum fato importante... você pode colaborar com a divulagação neste blog. Pedimos que as mensagens enviadas sejam devidamente identificadas e que esteja escrito a autorização da divulgação. Segue o endereço:
emjsalto@gmail.com

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

PARABÉNS, LARANJAL PAULISTA


 

História da Cidade

A ocupação do Município se divide em urbana e rural. A primeira, no início do Século XVII, foi motivada pelos grupos tropeiros que rumavam a Sorocaba. Para os pousos eles se aconchegavam à beira do que chamavam de ribeirão dos laranjais e, por onde passavam, divulgavam que “a partir das suas acanhadas margens vislumbrava-se a existência de alongadas e férteis terras”, atraindo os primeiros pequenos agricultores.

Em 1884, seguindo o traçado da Estrada de Ferro Sorocabana e a ela se antecipando, aqui chegava Delfino de Mello. Como visionário que era adquiriu considerável gleba de terra e, para explorar comercialmente, construiu uma casa de pensão para abrigar os trabalhadores da Ferrovia.

Em curto espaço de tempo o local despertou o interesse de famílias da região para outras atividades comerciais dando início ao núcleo urbano.

Ainda em 1884 Delfino de Melo doou terreno para a construção de uma Capela na vila que, em 1886, tornar-se-ia o distrito Policial de Laranjal e com a primeira escola pública outras benfeitorias se juntariam: agencia postal, cartório de registro civil, a paróquia, telefone público, iluminação elétrica. Publicada a 10 de outubro de 1917, a Lei Estadual nº 1.555 criou o Município de Laranjal que, pelo Decreto Federal nº 14.334/1944, passou a chamar-se Laranjal Paulista.

Informações Gerais


⇒ Localizado na Região Sudeste - Estado de São Paulo

⇒ Grande Bacia Hidrográfica: Bacia do Prata

⇒ População: 24.454 habitantes (IBGE - Censo 2007)

⇒ Ano de Instalação do Município: 1939

⇒ 387 Km quadrados de área;

⇒ Fica na depressão periférica paulista entre o Planalto Atlântico – região da capital – e o Planalto Ocidental – região de Botucatu;

⇒ Principal Rodovia de Acesso: Marechal Rondon;

⇒Distante 173 Km da Capital (pela Rodovia Marechal Rondon);

⇒Municípios limítrofes: Jumirim, Pereiras, Cerquilho, Tietê, Cesário Lange e Piracicaba.

⇒ Rede hidrográfica: formada pelos Rios Tietê e Sorocaba, seis ribeirões e seis córregos;

⇒ Solo: policultura e em algumas partes condicionantes geológicos proporcionam a exploração de recursos minerais (areias/argilas/britas/calcário) empregados na construção civil e cerâmicas;

⇒ Média anual do clima: 23,27ºC;

⇒ Precipitação pluviométrica: 1.257,0 mm;

⇒ A policultura (café/algodão/feijão/milho/girassol) já foi a base econômica do município. Em 1990 cedeu lugar à pecuária, mas a cana-de-açúcar trouxe algum alento aos pequenos agricultores. Na atualidade esse potencial se assenta na avicultura, na cerâmica e na fabricação de brinquedos do qual é expressivo pólo nos cenários nacional e internacional.

⇒ Fica na depressão periférica paulista entre o Planalto Atlântico – região da capital – e o Planalto Ocidental – região de Botucatu.

⇒Distante 173 Km da Capital (pela Rodovia Marechal Rondon);

⇒ Principais vias de acesso: Rodovia Marechal Rondon e Rodovia Castelo Branco.


Símbolos do município:

Bandeira

Brasão