João Salto

João Salto

O PRINCÍPIO...

Minha foto

A E. M. "João Salto" foi criada pela lei municipal n.º 353, de 25/10/60, pelo prefeito João Salto, autoridades constituídas e demais políticos daquela época, que verificaram a evasão dos jovens que buscavam em outras cidades campo para sua formação profissional. Deu-se o nome de "Escola Técnica de Comércio Municipal de Laranjal Paulista", iniciando suas atividades em um prédio no Largo São João. Depois desempenhou suas atividades no então "Grupo Escolar Quinzinho do Amaral" e em 1968 passou a funcionar no prédio atual. Em 1976, atendeu pelo nome de “Colégio Comercial Municipal de Laranjal Paulista”; em 1977, “Colégio Comercial Municipal “João Salto”; em 1980, Escola Municipal de Primeiro e Segundo Graus “João Salto”; em 1999, Escola Municipal de Ensino Fundamental e Médio “João Salto”; a partir de 2001 até os dias atuais, atende pelo nome de Escola Municipal “João Salto”. Todo ano letivo traz o conhecimento para mais de mil alunos matriculados no ensino fundamental e médio.

UM ESPAÇO A MAIS PARA A NOSSA COMUNICAÇÃO

Disponibilizamos um e-mail para que você possa nos enviar suas fotos, videos, mensagens, dúvidas e outras coisas que possam ser divulgadas no blog ou respondidas. Nos mande a foto ou video que você tem do passeio em classe, alguma matéria que interesse aos seus amigos, algum fato importante... você pode colaborar com a divulagação neste blog. Pedimos que as mensagens enviadas sejam devidamente identificadas e que esteja escrito a autorização da divulgação. Segue o endereço:
emjsalto@gmail.com

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

EXERCÍCIOS DE GENÉTICA PARA OS ALUNOS DO 3º "A", 3º "B". 3º "C"

EXERCICIOS DE GENÉTICA PARA OS 3ºS COLEGIAIS – A B C –

        Trabalho  é individual, portanto, cada aluno deverá entregar sua folha contendo as              respostas até dia 28/02/2012
        Será acrescentado pontos à media bimestral para o aluno,em Abril/2012

OS TRABALHOS DE MENDEL . A PRIMEIRA LEI

                                              O INÍCIO DA GENÉTICA

    Muito cedo na história da humanidade, o ser humano notou que existem semelhanças entre pais e filhos. Isso se aplicava não apenas à espécie  humana, mas também aos animais domésticos e às plantas cultivadas. No entanto, o entendimento de como essas  semelhanças eram transmitidas começou a se formar há menos de 140 anos! Por que a compreensão desses mecanismos não ocorreu antes ? Primeiro,  as semelhanças nas famílias não pareciam apontar para nenhuma regra geral. Herdamos, às vezes, a cor dos olhos de nosso pai, a forma do queixo de nossa mãe, a forma da orelha de um tio distante ou o daltonismo de nosso avô materno. Para aumentar ainda mais a confusão, certos caracteres pareciam ser a média entre a característica paterna e a materna.Um exemplo é a herança do tipo de cabelo. Homens de cabe    -los crespos casados com mulheres de cabelos lisos têm,quase sempre, filhos de cabelos ondu- lados, caráter intermediário em relação ao de seus pais.
    Outro fator que atrasou muito a compreensão da herança foi o desconhecimento dos e-  ventos da reprodução.Durante muito tempo não ficou claro, por exemplo, o fato de que os progenitores  de ambos os sexos, tanto em animais como em vegetais, participam da reprodu-   cão, cada um deles fornecendo células sexuais. No caso das plantas, essa noção foi aceita ape-  nas em meados do século XIX, a partir de cruzamentos experimentais.Fica evidente que, enquanto os próprio fatos da reprodução constituíam um mistério para os estudiosos   da vida,   nenhuma teoria podia explicar a hereditariedade de maneira satisfatória.
    Para nós que vivemos no século XXI,pode parecer estranho que conhecimentos tão elementares fossem ignorados durante tanto tempo.Afinal, nos dias de hoje a idéia de gene e   cromossomo, a maneira como elas se distribuem  na divisão celular e o fato do DNA ser o ma   -terial genético são conceitos muito familiares.Até meados do século XIX, no entanto, tudo is   -so era desconhecido;  a hereditariedade ainda não tinha uma explicação científica  .
    Em 1865,   o monge theco Gregor Mendel, fazendo experiências com ervilhas, come-    çou a esclarecer esse problema.Para explicar os resultados que estava obtendo, Mendel supôs a existência de genes(ou fatores) nos organismos e sugeriu um mecanismo de transmissão des    -ses genes de pai para filho.Os biólogos da época, porém, não entenderam a importância    dos trabalhos de Mendel. Foi apenas no ano de 1900, depois da morte do pesquisador, que três ou-   tros cientistas,Correns,Tschermak e De Vries, confirmaram, cada um com seus experimentos, os resultados  e as conclusões de Mendel. È, portanto, em 1900 que se iniciaram as pesquisas sistemáticas  nessa nova ciência, que foi denominada GENETICA.Porém, foi somente por vol   -ta de 1910 que se entendeu que os genes ‘moram’ nos cromossomos, e que são distribuídos às células-filhas nas divisões celulares. Por fim, em 1944, verificou-se que os genes são peda-  ços de DNA.Dessa época em diante, inúmeras pesquisas fizeram com que se entendesse, cada vez melhor, como eles controlam a atividade das células.


INTERPRETANDO O TEXTO


1-    De acordo com o texto, podemos dizer que dois fatores principais adiaram a compreensão dos mecanismos hereditário. Que fatores foram esses ?

2-    Segundo a crença popular, os meninos sempre puxam à mãe, enquanto as meninas sempre se ´parecem com o pai.Qual é a sua opinião a respeito? Algum    trecho do texto contradiz essa afirmação ? Comente sua resposta.

3-    Com as palavras abaixo, construa uma frase que represente uma noção atual e correta das idéias sobre a herança genética:

Cromossomos,genes, transmitidos de pais para filhos, gametas, DNA, óvulos,  espematozóides.


PROF. MARIA DO CARMO